Longe de Casa

Estive pensando em como ├ę ├│timo ficar longe de tudo que se conhece e apreciar novas experi├¬ncias, sorrir com o inusitado, conhecer quem realmente se ├ę longe da fam├şlia e dos amigos, analisar suas atitudes em lugares desconhecidos.

Ter que come├žar do zero. 
Aproveitar para fazer ou dizer o que sempre quis, mas tinha vergonha. N├úo ter o privil├ęgio de compartilhar aquela troca de olhares e sorrisos c├║mplices com os amigos. 


Quando se sai de casa e procura-se aprender por si, buscar novos caminhos em que conselhos n├úo v├úo estar l├í na hora que precisa, ├ę nessa hora que agente procura algo que nos fa├ža sentir confort├íveis, um lar fora de casa.

Cada um tem seu m├ętodo, particularmente a m├║sica sempre me ajuda quando ├ę inevit├ível ficar sozinha, ela abranda meu medo do desconhecido, me faz fechar os olhos e sorrir, me d├í o aconchego de um abra├žo (cara sou muito piegas), e se tem uma m├║sica que me provoca todas essas sensa├ž├Áes, esta m├║sica ├ę “Sweet Child O’ Mine” (Guns N’ Roses). Simplesmente transforma meu estado de esp├şrito. N├úo existe outra letra, melodia, riff que me fa├ža mais feliz quando estou longe de casa.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Mande seu coment├írio, criticas, elogios ou sugest├Áes.
Responderei o mais r├ípido poss├şvel.
Um forte abra├žo.